Como mudei de área de trabalho ao vir morar em Londres

Hoje vou falar sobre um assunto bem popular aqui no blog, que envolve o mercado de trabalho para jornalistas fora do Brasil. Ou, melhor dizendo, como eu ganhei uma nova profissão quando vim morar em Londres.

Muitas pessoas da área me perguntam se tem oportunidades para jornalistas aqui e sempre escrevo uma resposta gigante explicando o que eu faço agora, então decidi que seria mais prático criar um post. Pois é, recebo um número considerável de mensagens, o que também me surpreende, uma vez que, como vocês podem ver, não tenho tempo de postar sempre e não sei mesmo como as pessoas ainda acham meu blog, que nem está tão otimizado para SEO assim. Eu poderia fazer muito mais…começar no mínimo com uma pesquisa de palavras-chave, entrar no Google Analytics para analisar o tráfico e a CTR, buscar backlinks…

Não tem ideia do que eu estou falando? Rá! Chegamos no assunto do post: como deixei o jornalismo “de lado” para entrar para a área de marketing digital, mais especificamente, para trabalhar como especialista de SEO (Search Engine Optimisation). Antes de falar um pouco dessa área, vamos voltar um pouco a fita.

Cheguei aqui mal sabendo entender o inglês britânico, estudei e cheguei até ter um nível de idioma legal para começar a procurar emprego na área – quem trabalha com comunicação precisa saber se comunicar.

Ainda assim, não sentia que meu inglês era super top para conseguir escrever laudas e laudas para um jornal / revista em tempo recorde (só quem trabalhou em uma redação sabe a pressão que é, o tempo é sempre curto e por aí vai). Não me sentia preparada e, para ser bem sincera, já estava cansada de redação – trabalhar muito, ganhar pouco, etc. Então quando me perguntam se tem bastante vaga para jornalista aqui, a verdade é que eu não sei porque nem procurei!

Saí do Brasil com a ideia de mudar de área. Jornalismo sempre será a minha profissão, mas eu queria algo novo. Algo mais estável, algo que envolvesse online, que fosse mais moderno…mas ainda não sabia o que era esse algo. Comecei com market research (pesquisa de mercado) e apesar de achar a área interessante, não era para mim. Precisava escrever, é o que me dá prazer em fazer. E uma carreira analisando tendências de mercado não me apateceu.

Foi pesquisando na internet sobre áreas que envolvessem conteúdo e o universo online que cheguei na área de marketing digital, que é bem ampla, mas cheguei na área de SEO. Search Engine Optimization trabalha com a otimização de sites para a ferramentas de busca, no caso, o Google. Dentro de SEO temos a parte técnica e a parte de conteúdo. A última é bem importante, já que um dos principais critérios para ter um bom desempenho no Google é ter um conteúdo de qualidade. Era isso!

Algo que envolvesse online + escrita + estabilidade (e também mais dinheiro). A partir daí, fiz meu currículo voltado para essa área, pesquisei muito na internet sobre o básico de SEO (tem muito curso online de graça) e fui à luta. Acho que uns dois meses depois, procurando em um site para estágio em Londres, consegui um estágio em SEO em uma agência de marketing digital que atendia o mercado brasileiro – difícil começar do zero depois de cinco anos de carreira, mas isso é assunto para outro post. Escrevia textos em português para nossos clientes focando em SEO, basicamente, utilizando palavras-chave e seguindo as boas práticas do Google para ter resultados nos rankings. Meu background em jornalismo me ajudou muito nessa minha nova profissão porque o Google não quer que você escreva para ele, mas, sim, para seus usuários.

Nunca fiz um curso nessa área, mas a agência em que trabalhei como estagiária foi a minha escola. Eles tinham muitos treinamentos internos (até prova a gente tinha que fazer). Fui aprendendo, indo em eventos, lendo sobre o assunto e gostando cada vez mais dessa área.

Já faz mais de dois anos que deixei o estágio para trabalhar como especialista em SEO na área de conteúdo para a IKEA, uma loja de móveis e acessórios para casa diferente de tudo que existe no Brasil – é mundialmente conhecida, infelizmente não ainda no Brasil. Cuido do mercado do Reino Unido e da Irlanda analisando as tendências de buscas no Google, dando ideias e produzindo conteúdo para os sites da empresa. Trabalho com uma equipe onde tenho não colegas, mas amigos. E aprendo muito a cada dia. Enfim, não me arrependo da mudança que fiz. O jornalismo? Fica para os meus freelancers, que sempre tô fazendo aqui e ali.

O que quero falar com tudo isso é que a área de marketing digital é bem vasta e tem muitas oportunidades para quem está disposto a aprender e topa dar uns passos para trás na carreira para depois progredir. Com paciência, dedicação e muito trabalho a gente chega lá. Espero que tenha esclarecido um pouco mais sobre essa área, mas se ainda resta alguma dúvida me deixe um comentário que terei o maior prazer em ajudar.

Ah, quer saber um pouco mais sobre SEO mas não tem ideia por onde começar? Comece por aqui: Moz – Beginners guide to SEO.